Portal do Governo Brasileiro

OK

18/08/2011
Governo instala Câmara de Transparência para a Copa

A Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério do Esporte estão programando um sistema de monitoramento, com visitas conjuntas a serem feitas mensalmente às cidades-sede da Copa do Mundo para acompanhar as obras de empreendimentos em andamento. O anúncio foi feito hoje (18) pelo ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, durante a instalação da Câmara Temática de Transparência para a Copa do Mundo 2014, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

A Câmara de Transparência terá representantes do Ministério do Esporte, da Controladoria-Geral da União e da Advocacia-Geral da União, além de governos estaduais e de cidades-sede da Copa, que durante todo o período preparatório discutirão e implementarão formas de aprimorar e intensificar a transparência pública sobre os empreendimentos necessários à realização do evento.

Hage aproveitou a presença de representantes de governos estaduais e municipais que sediarão jogos da Copa para conclamar estados e municípios a seguirem o exemplo do Governo Federal e criarem também seus próprios portais, para levar à população informações completas sobre o andamento de cada empreendimento em suas respectivas áreas. “Este evento é a oportunidade que temos para discutir como maximizar as providências, para que a Copa se realize da forma mais limpa e transparente possível”, disse ele.

Transparência

O ministro pediu também que todas as instituições envolvidas com o evento cumpram rigorosamente o Decreto 7.034, de dezembro de 2009, que criou o portal da Copa, fazendo chegar regularmente e com celeridade ao Ministério do Esporte e à CGU, para exibição no portal, as informações sobre cada empreendimento, “desde a fase de projeto e de contratação até a de execução”.

“Nesse momento, os olhos do mundo estão postos sobre nosso país, certamente não torcendo para que sejamos campeões em campo, mas esperando que o Brasil seja competente na organização de um evento grandioso e, principalmente, limpo e transparente”, insistiu Jorge Hage.

O ministro do Esporte, Orlando Silva, disse que a transparência é um dos pilares principais para o sucesso da Copa do Mundo no Brasil. Ele lembrou uma afirmação recente da Presidenta Dilma Rousseff, segundo a qual o Brasil encantará o mundo com a Copa de 2014. Segundo o Orlando Silva, “parte desse encanto, no evento, é o compromisso com a democracia, as boas práticas e a transparência”.

Por sua vez, o advogado-geral da União, Luiz Adams, sustentou que a Copa de 2014 dará ao Brasil a oportunidade de mostrar que, além do futebol tradicionalmente competente que pratica, a corrupção é passível de controle e que o Brasil ocupa papel de liderança mundial também no combate à corrupção.

 

Assessoria de Comunicação Social
Controladoria-Geral da União

voltar para o menu acessível